Fundada em 1998, a Porto de Cultura é uma empresa responsável pela curadoria e organização de exposições, edição de livros de fotografia, publicações editoriais, eventos e seminários sobre artes visuais. Seu maior diferencial é agregar a fotografia brasileira aos projetos que desenvolve.

 

Durante esse período, realizamos inúmeros projetos culturais para empresas (Itaú, Embratel, Caixa, Petrobras, Brookfield Incorporações, Wurth do Brasil, AC Nielsen, entre outros), instituições culturais (Bibliotèque nationale de France, Embaixada do Brasil na Croácia, Instituto Brasil Solidário, Unibes Cultural, Instituto Votorantim, Instituto C&A, Fundação Memorial da América Latina, Galeria Vermelho, entre outros) e fotógrafos como Bob Wolfenson,  Francisco Amêndola (1924-2007), Lightgraff (França), Mario Cravo Neto (1947-2009), Oscar Muñoz (Colômbia), Pedro Lombardi (França), Ricardo de Vicq, Rodrigo Koraicho, Yan Boechat , entre outros

 

A Porto de Cultura representa um exclusivo grupo de fotógrafos formado por Allan Cunha, Eduardo Salvatore (1914-2006), Fotoklub Zagreb (Croácia), Gisele Martins, Léu Britto, Lucille Kanzawa, Marcos Prado, Rogério Vieira e Valdir Zwetsch.  

 

Com olhar atento e cuidadoso para o diálogo entre a produção de seus artistas e instituições brasileiras e estrangeiras, a Porto de Cultura desenvolve projetos artísticos, encontrando novos públicos, ampliando seus nichos comerciais e culturais, perpetuando a narrativa da fotografia como arte.